Crítica: Homem-Aranha: De Volta Ao Lar

Novo filme do herói trás a essência e relevância do personagem novamente para seu publico.

 

 

O Titulo, Homem Aranha De Volta Ao Lar, talvez seja um dos mais sinceros e convenientes dos últimos anos, após uma enorme desvalorização da marca devido aos dois últimos fracassos da franquia, o novo filme do cabeça de teia, trás toda a personalidade e entrega aos fãs o verdadeiro Homem Aranha dos quadrinhos. Dirigido pelo “novato” Jon Watts, o filme trás uma energia e revitaliza a imagem do personagem perante ao público e aos fãs, o Homem Aranha está de volta a sua casa (Marvel Studios) e se sente muito bem acolhido.

 

A direção do filme é uma carta de amor aos filmes de John Hughes, aqui não temos apenas 10 minutos de Peter Parker na escola, em “De Volta Ao Lar” a essência que fez o personagem conquistar os fãs nos quadrinhos está mais presente do que em seus 5 filmes anteriores juntos, Peter Parker é um nerd, e vive em função de suas notas na escola, aqui Jon Watts, equilibra e passa tão bem quanto o próprio Stan lee a sensação de ser um adolescente com super poderes, e que deve chegar em casa para o Jantar antes das 10, esse núcleo escolar é tão empolgante e contagiante, quanto as cenas em que temos o próprio Homem Aranha combatendo o crime por toda Nova York. Não espere cenas de ação que se comparem ao impacto e relevância das do primeiro filme de 2001, porém essa decisão é totalmente compreensível, já que aqui Peter Parker tem 16 anos e é interpretado pelo jovem Tom Holland, mesmo assim, o filme trás cenas energéticas e até levam o espectador a gritar “VAI ARANHA!”.

 

O Roteiro escrito por Jonathan Goldstein e Jon Watts cativa o espectador, em muitos momentos realmente nos sentimos imersos em um dos quadrinhos dos anos 60 do herói, porém com uma roupagem totalmente nova, muitas coisas aqui foram atualizadas, como etnias e algumas origens e identidades de personagens, porém a essência está intacta, a Marvel Studios entende seus personagens, e com 100% de certeza eles conhecem seu principal astro. Todo Design e CGI do filme é magnifico, desde os olhos animados do herói, a armadura do vilão Abutre, e é totalmente bem usado na grande cena em que o herói precisa segurar um barco. A trilha sonora de Michael Giacchino é eletrizante, e trás uma nova roupagem ao clássico tema do herói, e quando tocado não existe fã que não se arrepie.

 

O herói que já havia aparecido em Capitão América: Guerra Civil, não precisa de apresentações aqui, mesmo com pouco tempo de participação em Guerra Civil, Tom Holland já cativa e e faz o publico comprar seu personagem, assim como Tony Stark (Robert Downey. JR) o personagem que serve como um poço de inspiração para o herói era um medo em geral do público, já que toda a publicidade foi muito focada no personagem, porém o filme não foge do seu tom e serve muito bem como um filme do Homem Aranha com participação do Homem De Ferro. Michael Keaton também trás um personagem excepcional, o Abutre aqui é um personagem compreensível, e pela primeira vez em um filme solo, temos um vilão no qual nos importamos e compreendemos sua motivação, o roteiro erra um pouco na dosagem de distribuição nos diálogos do personagem e pode ser um pouco incomodo, porém não é nada que estrague o filme. O resto do elenco é excepcional, e nenhum trás certo incomodo.

 

Homem Aranha De Volta ao Lar é um dos melhores trabalhos em cima do personagem e com certeza um dos melhores filmes do herói.

Nota: 9,5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s